Teste genético mostra como seu organismo pode reagir a medicamentos

O teste avalia como cada paciente reage a nove substâncias utilizadas no tratamento de várias doenças
Teste genético mostra como seu organismo vai reagir aos medicamentos

Foto: iStock / puhhha

Já parou para pensar que alguns remédios não surtem o mesmo efeito em determinadas pessoas? Por que sua irmã, que começou junto com você o mesmo tratamento para a enxaqueca, já conseguiu se livrar das dores e você ainda não?

Vários fatores podem interferir no sucesso ou fracasso de um tratamento médico, mas o que pouca gente sabe é que as pessoas têm respostas diferentes aos medicamentos. “O mesmo remédio, com a mesma dosagem e para a mesma doença poderão apresentar os mais variados efeitos entre as pessoas”, afirma Dra. Regina Biasoli Kiyota, hematologista e coordenadora de Análises Clínicas do Alta Excelência Diagnóstica.

Isso ocorre porque todo medicamento é metabolizado pelas enzimas do fígado, porém, essas enzimas variam de acordo com cada pessoa. “Podemos comparar o processo de metabolização ao de uma chave abrindo uma fechadura. Quando o medicamento é aderente às características das enzimas, seu princípio ativo produz o efeito desejado. Porém, o paciente tenha alguma alteração genética, as enzimas podem ou não metabolizar a droga, obtendo maior ou menor efeito, mais rápido ou mais lento ou ainda ocasionando reações adversas”, detalha a médica.

Saiba tudo sobre o teste

A partir desse conhecimento, foi desenvolvido um novo teste genético capaz de medir a resposta específica de um paciente a certos medicamentos. “Com esse exame, os pacientes têm a possibilidade de obter tratamentos muito mais eficientes e com menos efeitos colaterais”, explica a especialista.

O mapeamento, denominado Painel Genômico de Resposta a Medicamentos, é realizado a partir de 2 ml de saliva e envolve nove substâncias utilizadas no tratamento de inúmeras doenças, como depressão, epilepsia, transtorno de déficit de atenção, doenças cardíacas, colesterol, hipertensão, doenças de pele como micoses, entre outras, além de mapear reações adversas à certas drogas. O exame pode ser feito por qualquer paciente que queira saber mais sobre suas reações a determinadas substâncias medicamentosas.

Saiba quais reações adversas você pode ter

As reações a algumas substâncias também são mapeadas por meio do exame. Por exemplo, a médica menciona pacientes que tomam medicação contra o vírus HIV ou que fazem uso de remédios para problemas gástricos.

“O exame é útil também para o indivíduo que não está sendo submetido a algum tratamento específico, mas deseja saber se há necessidade de evitar certos medicamentos por conta de alergias ou reações severas, sobretudo no caso de internação em situação de emergência”, finaliza Dra. Regina.

Assim, fica bem mais fácil se preparar para o tratamento, não é?

Por Thamirys Teixeira


Comente

Aproveite o Dia dos Namorados para cozinhar receita deliciosas com o seu/sua crush!

Receitas para o dia dos namorados

Últimas

Copyright © 2019 e-Mídia