Obesidade - MaisEquilíbrio

Obesidade e doenças relacionadas

Saiba como evitar

Obesidade

Cada vez mais aumenta o número de pessoas acima do peso. Com isso, há um aumento também no risco de doenças relacionadas à obesidade.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que mais de 115 milhões de pessoas sofram de problemas relacionados com a obesidade nos países em desenvolvimento.

Publicidade

No Brasil, a situação não é diferente. Cerca de 40% da população está acima do peso. Aproveitando que dia 7 de Abril é o Dia Mundial da Saúde, Cyber Diet mostra quais são as doenças ligadas ao excesso de peso e como evitá-las.

Síndrome metabólica

A síndrome metabólica é o conjunto de três ou mais doenças associadas ao excesso de peso ou obesidade. É mais freqüente em pessoas com excesso de gordura na região abdominal, a chamada gordura visceral. Este tipo de gordura está relacionado com a incidência maior de doenças.

As doenças ligadas à síndrome metabólica são hipertensão arterial, resistência à insulina, colesterol elevado, redução do HDL (colesterol bom) e aumento do LDL (colesterol ruim), triglicérides elevado e intolerância à glicose.

O tratamento para a síndrome metabólica é baseado em eliminação de peso, prática de atividade física, e em certos casos é necessário o uso de medicamentos.

Hipertensão Arterial

A hipertensão arterial ocorre quando há um aumento da pressão, podendo ocasionar vários problemas cardiovasculares. O risco de desenvolver a hipertensão em pessoas acima do peso é muito maior do que em pessoas com peso adequado. Porém, existem outros fatores que contribuem para que esta doença se desenvolva: excesso no consumo de sódio, de álcool e sedentarismo.

O tratamento da hipertensão deve basear-se numa alimentação balanceada nutricionalmente, contendo todos os nutrientes, prática de atividade física e evitar o consumo de álcool, sal e sódio em excesso.

Resistência à Insulina

A resistência à insulina ou hiperinsulinemia é uma doença onde há um aumento na produção de insulina, que é um hormônio produzido pelo pâncreas, para tentar manter os níveis de glicose sangüínea normais. Assim, os níveis de glicemia estão freqüentemente normais, mas a insulina está elevada.

Este é um fator de risco para o diabetes tipo 2 e resulta em algumas alterações como diminuição do HDL-colesterol e aumento do triglicérides.

Diabetes

No Brasil, cerca de 17 milhões de pessoas (10% da população) estão diabéticas. O diabetes é caracterizado pelo aumento de glicose no sangue por deficiência de insulina ou por resistência à insulina. Existem 2 tipos: tipo I (insulino-dependente), geralmente adquirida por fatores genéticos e tipo II (não insulino-dependente), comumente causada pela obesidade e outros fatores ambientais. Podemos citar alguns fatores de risco, como histórico familiar de diabetes, sedentarismo, obesidade, doenças coronarianas e outros.

O diabetes é diagnosticado através do exame de sangue. A faixa de normalidade da glicemia é de 70 a 110mg/dl e o tratamento deve ser baseado em alimentação específica, juntamente com prática de atividade física e alguns casos o uso de medicamentos prescritos pelo médico, como hipoglicemiantes orais ou insulina.

A prevenção do diabetes tipo II pode ser feira através da manutenção do peso ideal, prática de atividade física, não fumar, controlar a pressão arterial e evitar medicamentos que possam agredir o pâncreas, como cortisona e diuréticos.

Colesterol elevado

O colesterol total é composto pelas frações: HDL (colesterol bom) e LDL (colesterol ruim) e triglicérides. Ele também é diagnosticado através do exame de sangue, sendo normal até 200mg/dl.

Os níveis aumentados de colesterol total, LDL-colesterol (>200 mg/dl) e triglicérides (>150mg/dl) podem acarretar em entupimento de veias e artérias causando o infarto e derrame. Como prevenção deve-se evitar gordura saturada, presente em produtos de origem animal, como manteigas, leite integral e derivados, carnes gordas, pele de frango, frituras em geral etc.

As fibras da alimentação e a prática de atividade física também contribuem para a normalização dos índices de colesterol.

Para prevenir doenças e ter uma vida saudável basta ter uma alimentação adequada e praticar atividade física, reduzindo assim o excesso de peso. Por isso, comece já a se reeducar!    

Por:
Roberta dos Santos Silva
Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet, formada pela Universidade Católica de Santos CRN-3 14.113

Comentários

comentar comentar

foi muito bom para meu trabalho de ed fisica tirei 10

0 relevância luiza - postado em: 28/04/2014 - 23h24

SOU MUITA SAUDAVEL GRAÇAS AS DICASQUE DEUIXAVC

2 relevâncias ADRIANA - postado em: 08/11/2010 - 18h49

Tenho 32 anos e sou obesa desde meus 6 anos de idade; a comida sempre funcioneou como uma forma de prazer, uma maneira de aliviar as dores, é engraçado que ela se torna um lenitivo, mas, não sei se só comigo, não apenas nos momentos ruins, a comida tb me ajuda nos momentos bons...análogo ao alcótra "bebo por estar triste e bebo por estar feliz". É assim que a comida é para mim, muito além de válvula de escape. Faço terapia já algum tempo e consegui me sentir bem melhor, ter com quem compartilhar fantasmas reunidos ao longo da vida é excelente, mas...percebo que minha "fome" além de emocional, sempre justifiquei a minha obesidade com meus problemas, mas hoje reconheço que é além disso, há algo a mais...só que não identifico...Quem sabe é físico! Ou até mesmo os dois.

Peço alguma orientação!!!

9 relevâncias Patrícia Sabella - postado em: 15/10/2010 - 22h53
adoçantes alimentos diet aveia bons hábitos alimentares bulimia carne de porco cebola couve culinária japonesa desidratação dia das mães dia dos pais diversão feijão ferro fruta grãos hormônios humor inchaço lactobacilos lanche mãe reeducação alimentar refeições restrições alimentares sistema imunológico suco de frutas suplementos sushi triptofano vitamina a vitamina d vitamina k óleos vegetais ômega 6
MaisEquilíbrio
Parceiro Cyberdiet - ONG Aldeias Infantis SOS Brasil
Cyberdiet é parceiro da ONG Aldeias Infantis SOS Brasil, que já atende mais de 10.000 crianças brasileiras que necessitam de um lar e de uma família. Saiba mais
Copyright © 2014 e-Mídia Sobre MaisEquilibrio.com.br | Sobre e-Mídia | Precisa de ajuda? | Anuncie conosco | Trabalhe Conosco

ATENÇÃO!

As informações oferecidas por este site não são individualizadas, portanto não substituem o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física. Veja informações adicionais em nossos termos de uso e política de privacidade.