Medicamentos para o emagrecer - MaisEquilíbrio

Medicamentos para o emagrecer

Medicamentos para o emagrecer

Atualmente existem milhares de medicamentos no mercado para o emagrecimento, mas muitos se perguntam: Será que realmente vou emagrecer? Tomar medicamentos poderá prejudicar minha saúde? Qual o medicamento que devo tomar?

É importante informar as pessoas sobre o assunto, pois tomar medicamentos para emagrecer sem a prescrição médica, ou seja, sem que realmente haja esta necessidade poderá causar diversos danos à saúde.

O medicamento é indicado para o emagrecimento levando em conta os seguintes critérios:

- Pessoas que possuem IMC acima de 30kg/m².

- Indivíduos com IMC acima de 25kg/m², com ou sem doenças associadas ou que não conseguem obter resultados satisfatórios com a dieta, prática de atividade física e mudanças comportamentais.

A primeira tentativa deve ser sempre a reeducação alimentar e a prática de atividade física, pois é a maneira mais saudável e eficaz para manutenção de peso.

Publicidade

Os medicamentos quando necessários podem contribuir para eliminação de peso, mas é importante que junto com a medicação, também ocorra mudanças na alimentação e no estilo de vida, senão a pessoa se torna dependente do medicamento e assim que ela pára de tomar, volta a adquirir peso e muitas vezes em dobro.

Qualquer medicamento a ser tomado deve ser prescrito pelo médico, ele que irá analisar através de uma avaliação completa se é necessário tomar o medicamento para emagrecer.

A medicação para redução de peso pode atuar no sistema nervoso central, alterando o apetite do indivíduo, no metabolismo, proporcionando um gasto calórico maior e no sistema gastrointestinal, diminuindo a absorção de gorduras.

Estaremos explicando mais detalhadamente as substâncias dos medicamentos mais utilizados:

Substâncias que atuam no sistema nervoso central: anfepramona, fenproporex, fentermina, mazindol, sibutramina e outras. Estas substâncias diminuem a ingestão alimentar, provocando maior saciedade, conseqüentemente diminuindo o apetite.

Efeitos colaterais: taquicardia, ansiedade, insônia, boca seca e algumas drogas elevam a pressão arterial.

Substâncias que atuam no metabolismo: efedrina, cafeína, aminofilina. Estas substâncias atuam no metabolismo, provocando um gasto energético maior.

Efeitos colaterais: sudorese, taquicardia, gastrite, etc...

Substância que atua no sistema gastrointestinal: orlistat. Esta substância inibe absorção de gorduras.

Efeito colateral: diarréia, evacuação gordurosa, deficiência das vitaminas lipossolúveis: A, D, E e K.

É muito importante que antes de iniciar qualquer tratamento, você vá até o seu médico para que possa ter uma prescrição de tratamento adequada. E lembre-se sempre que para ter sucesso e manter o peso eliminado, é fundamental a mudança no estilo de vida.      

Por:
Roberta dos Santos Silva
Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet, formada pela Universidade Católica de Santos CRN-3 14.113

Comentários

comentar comentar
academia agrotóxicos alho alimentação equilibrada açaí bebidas isotônicas bem estar cardápio carnaval castanha do pará ceia light cirurgia bariátrica congelamento copa do mundo depressão dia das mães emagrecimento saudável equilíbrio ervilha fim de ano flacidez futebol intestino iogurte leite de vaca longevidade mal de parkinson massas mel ovos de páscoa peso ideal pão integral reeducação alimentar refeições suco verde
MaisEquilíbrio
Parceiro Cyberdiet - ONG Aldeias Infantis SOS Brasil
Cyberdiet é parceiro da ONG Aldeias Infantis SOS Brasil, que já atende mais de 10.000 crianças brasileiras que necessitam de um lar e de uma família. Saiba mais
Copyright © 2014 e-Mídia Sobre MaisEquilibrio.com.br | Sobre e-Mídia | Precisa de ajuda? | Anuncie conosco | Trabalhe Conosco

ATENÇÃO!

As informações oferecidas por este site não são individualizadas, portanto não substituem o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física. Veja informações adicionais em nossos termos de uso e política de privacidade.