Doenças de pele podem ser causadas por estresse - MaisEquilíbrio

Doenças de pele podem ser causadas por estresse

Doenças de pele podem ser causadas por estresse

O mundo está cada dia mais agitado, a vida mais corrida e, com isso, as pessoas têm menos tempo para relaxar. O estresse do cotidiano faz com que algumas doenças sejam mais freqüentes e os distúrbios de pele são um exemplo disso.

Publicidade

Eles podem ser desencadeados ou agravados pelo estado emocional.

"Ele libera uma substância nos nervos, chamada neuropeptídeo, e isso leva à doenças de pele e todas as inflamações", diz o professor doutor Ricardo Romiti, médico do departamento de dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.

Existem algumas doenças de pele mais comuns, como a psoríase, que atinge aproximadamente 2% da população mundial. As vítimas já têm algum parente com o problema ou alteração genética, mas muitas vezes não sabem. Fatores como estresse, infecção, mudança de trabalho, entre outros, podem desencadeá-la.

A doença costuma aparecer nos cotovelos, joelhos e couro cabeludo. Em alguns pacientes, pode se espalhar pelo corpo todo ou afetar as articulações, fazendo com que a pessoa tenha que andar de cadeira de rodas. Nos casos mais leves, o tratamento é feito com pomadas e, nos mais pesados, são necessários medicamentos via oral para diminuir as inflamações da pele e das juntas.

O problema costuma aparecer após os 20 anos de idade e, quanto mais cedo surgir, mais grave deve ser. A fototerapia ou banho de luz também é aconselhável para o tratamento.

A consultora financeira Ariane Lanzarini tem psoríase nos cotovelos e lembra que, quando apareceram as primeiras marcas, um médico informou que se tratava de uma doença psicossomática. "Ele disse que eu teria que fazer análise, mas eu nunca fiz. Nunca tive tempo", diz.

Os cotovelos da consultora chegam a sangrar quando ela está muito nervosa. "É engraçado medir o nervoso pelo cotovelo. Quando estou muito estressada, muito nervosa, aumenta. Quando eu fico mais calma, diminui", analisa. Como tratamento, ela utiliza pomadas nas feridas. "Melhora, mas não acaba, não cura nunca", lamenta.

Há mais de sete anos com a doença, a consultora financeira garante que ela nunca evoluiu. Seus sintomas pioram nos momentos de estresse, mas logo voltam à forma antiga. "É engraçado, você acostuma e se conforma, então, não te incomoda. Incomoda quem vê. Já liguei mais para isso, usava até camisetas de manga comprida, mas não me preocupo mais. Me senti ridícula de ligar para isso. Passar calor por causa dos outros?", questiona.

A dermatite atópica é uma das doenças de pele mais freqüentes, que já começa na infância, mas também atinge adultos de forma mais leve. A vítima apresenta uma forma de equizema (lesão na pele decorrente de sua inflamação), que gera muita coceira. "A pessoa não consegue dormir e fica muito irritada", afirma Romiti.

O especialista ainda conta que em alguns casos, só de internar a criança no hospital, a doença já é curada. "Por isso, acreditamos que o ambiente influencia bastante", diz. A pele fica ressecada e outras alergias se desencadeiam, como rinite alérgica, asma e sinusite. Alguns casos de dermatite melhoram espontaneamente, e outros vão até a vida adulta. No inverno, a doença costuma piorar, devido ao tempo que resseca a pele.

O tratamento é feito à base de hidratante, emoliente, óleos e uréia. Até vaselina pode ajudar. Às vezes, são indicados cremes ou pomadas com corticóide, mas com uso restrito. O corticóide afina a pele, pode causar estrias, fazer crescer pêlos, ter uma absorção sistêmica e comprometer a pressão. Por isso, deve ser usado exatamente da maneira que o dermatologista recomendar.

Remédios antihistaminicos também são indicados. Eles amenizam a alergia e são bons para crianças mais inquietas. "É bom porque dá sono e a criança sossega", diz o dermatologista.

Na hora do banho, a vítima não pode esfregar o sabonete ou a bucha pelo corpo. Além disso, não é recomendado ficar muito tempo na água quente, pois sensibiliza a pele. Existe ainda a queda de cabelos ou alopecia areata associada ao estresse. Neste caso, aparecem algumas falhas no couro cabelo, na sobrancelha e até pelo corpo. "Ficam rodelas sem pêlo nenhum. As pessoas pensam que é micose, mas não é", diz Romiti.

"Quando o fator que causou a queda passa, alguns casos regridem naturalmente", conta o especialista. Para o tratamento, recomenda-se a aplicação restrita de corticóide e fototerapia.

Por falar em couro cabeludo, poucos sabem, mas a caspa é uma doença de pele associada ao estresse. Conhecida também como dermatite seborréica, ela pode aparecer de maneira intensa e se espalhar por toda a cabeça. A pessoa fica com vermelhidão e a pele descamada no meio do rosto, em volta do nariz, sobrancelha, cílios e apresenta dermatite até no tórax.

Quem tem caspa precisa usar xampu com ácido salicítrico. Em situações mais graves, o indicado é utilizar pomadas com corticóide e imunomoduladoras, que equilibram o sistema imunológico.

Segundo o especialista Ricardo Romiti, o estresse que provoca esses distúrbios não é apenas aquele velho conhecido reflexo da correria das cidades grandes. Ele pode ocorrer por motivos distintos, como uma cirurgia, doença, infecção, baixa imunidade, faringite mais séria, entre outros.

"Muitas vezes, a pessoa pode se enganar e achar que é uma micose. Isso pode dar problema, porque ela passa uma pomada para micose e irrita a pele. É sempre bom ter o diagnóstico certo para obter o tratamento correto", diz o dermatologista.

Por ser uma doença desencadeada pelo estresse, muitos pacientes ainda vêem necessidade de apoio psicológico no período do tratamento. A dermatologista Luciana Conrado trabalha com psicodermatologia, uma vertente da dermatologia que estuda as doenças da pele com as causas psicológicas. Ela procura nos pacientes os fatos que influenciam no desenvolvimento e tratamento do distúrbio, que estão além da causa habitual. "Eu busco relações entre o estresse cotidiano, o estresse causado pela presença da doença, os conflitos e mecanismos de defesa psíquicos envolvidos nestas patologias e também identifico doenças que são psíquicas primeiramente e causam transtornos dermatológicos secundários", explica.

É importante identificar as causas psicológicas em doenças de pele, porque elas causam impacto imediato na vida do paciente. "A exposição da doença cutânea causa reações imediatas no ambiente e cotidiano do paciente, com perguntas e constrangimentos. É uma doença onde o paciente pode interagir com as lesões, criando, complicando ou ainda contribuindo para sua melhoria", diz a especialista.

O distúrbio da pele pode melhorar ou piorar de acordo com os fatores emocionais vivenciados pela pessoa. Por esses motivos, é importante um acompanhamento psicológico, além do tratamento com o dermatologista. Mesmo sem cura, essas doenças podem ser amenizadas, basta seguir o tratamento corretamente e nunca se automedicar.

Por:
Ana Gissoni
AgênciaMBPress

Comentários

comentar comentar

Tenho um sério problema de alergia de estresse que aparece de vez enquando e me coça até a alma. Fico empipocada da cabeça aos pés. Devido a coceira, fico machucada, uma vez que é incontrolável. Como trato? Descobri uma homeopata que faz o remédio homeopático com uma gostinhas do meu sangue. O remédio é manipulado e precisa ser tomado devorando hora. É como se fosse um antídoto. O impressionante é que em dois dias a alergia cessa e ai fica a pele para tratar devido as lesões da coceira. Dizem que remédio homeopático é tratamento lento, mas nunca vi um tratamento tão eficaz . #FicaaDica

1 relevância Andréa Beluco - postado em: 27/07/2013 - 09h45

não sei se estou com essa doença fiz exames mas nada ainda comersou no joelho e nos pes vendo os comentários dos colegas estou ficando com medo.

1 relevância carla - postado em: 26/07/2013 - 18h42

Gente,tenho problema no coração,na valvula mitral,coraççao acelerado,e foi descoberto assim quando fiz oito anos,poren quando completei 17 ,eu ficava nervosa e me dava manchas pela região dos seios,e pescoço,poren de alguns meses pra ca vem me dando nas costas,mas quando me acalmo vão sumindo as manchas!

alguem sabe me dizer oque é ?

1 relevância Elen Cristina - postado em: 16/07/2013 - 16h50

Estou com feridas no couro cabeludo a mais de um ano, já fiz vários tratamentos mas não obtive melhoras, o médico disse q é emocional mas até então nada mudou, hj as feridas estão mto doloridas e abrindo novas oq eu faço?

0 relevância Helaine Zimmermann - postado em: 09/07/2013 - 22h36

Boa Tarde,gostaria de saber se existe algum tratamento especifico,quando na cabeça praticamente todo couro cabeludo existem manchas vermelhas com cascas de micoses, que também faz coçar bastante,o dermatologista falou que é do emocionale vem e vai muitas vezes,pelo fato de incomodar bastante gostaria de saber sobre tratamentos,obrigado pela atenção

5 relevâncias Carlos Roberto da Conceiç - postado em: 24/03/2013 - 17h16
muitas vezes NÃO SE TRATA SÓ O COURO CABELUDO-o corpo tb. ex: fungo- um especialista \"esperto\" jadescobre,dá shampoo e loção para o corpo. como identificar? raspagem-microscópio-e logo se ve o causador do problema--MAS A MAIORIA NÃO FAZ...OLHA...TE ESCUTA...E DIZ; É ISSO.
marinna - postado em: 22/05/2013 - 15h01
Carlos, o mais indicado é que consulte um dermatologista para que ele possa melhor te orientar. Um abraço, Equipe MaisEquilíbrio
- postado em: 02/04/2013 - 15h22

Ola, tenhu éssa doença, até decobrirem sofri muuuuito, mais graças a Deus consegui um tratamento na CLINICAS de Sp, quem conseguir um tratamento nas Clinicas consegue minizar a Doença, mais é uma doença cronica, tem que tratatar pra sempre.

4 relevâncias amanda - postado em: 24/08/2012 - 18h28

Tenha muita fé,o q os médicos dizem ser incurável pra deus ñ é....passei por isso,procure uma atividade q una mente e spírito tipo yoga e é claro uma religião,,no meu caso eu fiz um tratamento espitual no centro espírita,tenho q confessar q no início eu fiquei com receios pq sou batizada na religião católica,mas graças a deus estou curada,desculpe ficar dando palpites...tudo de bom.abraços!

3 relevâncias melissa - postado em: 17/02/2012 - 14h36
MEU BEM,SE VAIS ESPERAR POR JESUS,DEUS...CUIDADO. VÁ NUM MÉDICO-E BOMMMM, DA TERRA MESMO
marinna - postado em: 22/05/2013 - 15h06

Remédios antihistaminicos também são indicados. Eles amenizam a alergia e são bons para crianças mais inquietas. "É bom porque dá sono e a criança sossega", diz o dermatologista.

Esse trecho da reportagem é extremamente nocivo. Digno de um profissional formado em uma escola nazista.

Como psicólogo clínico e especialista, fico indignado com a falta de cuidado de quem fez esse artigo e o postou com tamanha irresponsabilidad, tangindo a falta de caráter e desrespeito humano. Esse dermatologista não passa de um nazistazinho frustrado. O autor(a) deveriam ser responsabilizados perante a justiço por incitarem os pais a drogarem seus filhos para simplesmente amenizarem os sintomas, mas não curarem nada.

2 relevâncias Rafael - postado em: 26/12/2011 - 17h14
** anti histaminicos -me recomendaram o mais comum-não falareiqual aqui, pois n faço propaganda di grátis-P.S.meu caso era minimo,nada importante,acho q nem o medico sabia exato... ME CAUSOU MAL ESTAR INSONIA ***é uma faca de 2 gumes ***\"o fim da picada\" como minha avo dizia, receitar pra crianças se aquietarem.
marinna - postado em: 22/05/2013 - 14h57

ola sou aqui do sul sofro de uma doença de pele faz uns 15 anos que apareceu começou como reação alergica e estorou pelo corpo todo, manchas vermelhas por todo corpo uma pinicação infernal, ja passei por varios dermatos ,infectologista,reumatologistas,oncologista,psiquiatra e psicologo e nada ainda ta aumentando dia dia meu dermato disse se tratar de um desafio d a medicina poderia me orientar sobre isso ou alguem aqui perto que possa se interessar pelo meu caso moro no RS PERTO DE SANTA MARIA msn markinhos73@hotmail.com fico no aguardo obrigado

4 relevâncias MARCO - postado em: 31/08/2011 - 09h41
Tenha muita fé,o q os médicos dizem ser incurável pra deus ñ é....passei por isso,procure uma atividade q una mente e spírito tipo yoga e é claro uma religião,,no meu caso eu fiz um tratamento espitual no centro espírita,tenho q confessar q no início eu fiquei com receios pq sou batizada na religião católica,mas graças a deus estou curada,desculpe ficar dando palpites...tudo de bom.abraços!
melissa - postado em: 17/02/2012 - 14h36

Acho q estou sofrendo dessa doença , ja faz algum tempo q vem aparecendo umas bolinhas nos meus pés e mãos, ja fui em varios dermatologistas tomei todos os remedios mas depois do tratamento tudo volta...por favor me indique algum tratamento eficaz...

1 relevância Lyne - postado em: 24/08/2011 - 10h53
Ola, tenhu éssa doença, até decobrirem sofri muuuuito, mais graças a Deus consegui um tratamento na CLINICAS de Sp, quem conseguir um tratamento nas Clinicas consegue minizar a Doença, mais é uma doença cronica, tem que tratatar pra sempre.
amanda - postado em: 24/08/2012 - 18h28

Caros amigos que tem a doença de pele pisoriase,eu infelismente sofro com esta doença mas eu me trato com varios tipos de oleo.

Mas uma novidade para mim foi o tratamento com o oleo de uma fruta da mata atrantica do meu querido Amazonas e fruta do PIQUIA. Vc manda estrai o oleo da fruta ai passa ela normal ou mistura com um creme e espera o rezutado. So tem um problema tem um cheiro não muito bom. ok.

6 relevâncias Raimundo Valter Reis Coel - postado em: 24/02/2011 - 15h22
Bem minha filha está com uma dermatite começou nas juntas, barriga e agora é no rosto...ela está muito triste e preocupada....se alguem souber de mais informaçoes por gentileza entrem em contato
ROSEMEIRE - postado em: 04/08/2013 - 16h15

As pessoas devem viver melhor se educar principalmente o emocional, ter paz e se amar mas...bjoss

4 relevâncias solange - postado em: 22/01/2011 - 21h03

u0Kyo1 suexadhnsjig, icvbkqvowvnq, dtdaxbylfmpw, http://abujawmozbkd.com/

3 relevâncias SNBgOHDCvp - postado em: 30/09/2010 - 10h54
acessórios acupuntura barriga bem estar bumbum bíceps cabelos tingidos carreira cera quente cortes couro cabeludo deborah secco drenagem linfática emagrecimento estrias feiticeira homens luciano huck lábios maquiagens massagem redutora maturidade modelo mudança mulheres olheiras produtos pós operatório radiofreqüência reeducação alimentar reposição hormonal sensualidade silicone tipo de pele unhas decoradas vestidos
MaisEquilíbrio
Parceiro Cyberdiet - ONG Aldeias Infantis SOS Brasil
Cyberdiet é parceiro da ONG Aldeias Infantis SOS Brasil, que já atende mais de 10.000 crianças brasileiras que necessitam de um lar e de uma família. Saiba mais
Copyright © 2014 e-Mídia Sobre MaisEquilibrio.com.br | Sobre e-Mídia | Precisa de ajuda? | Anuncie conosco | Trabalhe Conosco

ATENÇÃO!

As informações oferecidas por este site não são individualizadas, portanto não substituem o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física. Veja informações adicionais em nossos termos de uso e política de privacidade.